21/01/2020 02:21
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

esiconsum

  • Pronto a Começar
  • *
  • 16 Mensagens
#1   
Bom dia

Nesta ultima semana tenho-me dedicado a um sistema do qual ja criei alguns tópicos neste forum...

A única coisa em que tenho tido algumas dificuldades em gerir são os reds que não sei se sao aceitaveis ou nao...

Nos jogos de tenis, quando um super-favorito perde o 1º set ( quando falo em "super" é quando as odds têm diferença inicial de 1,5 a 2,00 )
normalmente ganha o 2º o que dá para efectuar excelentes greens...Normalmente entre 50% e 60% da stake inicial....

O que necessito que me auxiliem é quando isto não acontecer, qual a margem de odds devo dar até fechar o red, para que no longo prazo este sistema de lucros..

Tenho dado no máximo 0,50 para fechar o red...Acham que é uma boa opção

Por exemplo num jogo em que o favorito perde o 1º set normalmente as odds ficam assim

favorito - 2,5
dog - 1,65

quando é ganho o 2º set pelo favorito

favorito  - 1,6
dog - 2,3

Com stake de 100€ ganho 50,00+- :happy:

Ao dar de margem para red 0,50 perco 16+- :sad:

Sempre que faço 1 green tenho sempre margem para 3 reds

É uma boa estratégia a longo prazo no vosso entender ou nem por isso???

 :thanks:

Mário

seilafds

  • Com Muito Lucro
  • **
  • 161 Mensagens
#2   
Volto a dizer, cuidado com os jogos de tenis que sao muita manhosos, convem sempre teres atençao ao desempenho do jogador no piso em que está a acontecer a prova, e se um jogador for mesmo favorito a odd nao sobe assim tanto, refiro-me a "nadais, federeres, e afins"

Mas sim é sem duvida uma optima escolha e um optimo green, pois se é favorito e a odd sobe vale sempre a pena tentar :)

Tens é que tambem ser fiel ao que estas a dizer, mais vale assumir o red de 16€ do que arriscar os 100.

Boas apostas!

mossad

  • Investidor
  • ***
  • 217 Mensagens
#3   
tambem ando a testar este sistema..ja me deu um lucrozito mas ja fiquei sem ele..tudo devido ao jogo do tsonga hoje..develhe ter parado o cerebro..enfim..o que se passou foi que nao consegui minimizar o red a tempo quando o dog fez o break..e em vez de perder uns miseros 16 € acabei por perder 35..

vou cumeçar a usar stop loss automatico com o betrader..é a melhor solução.

Outro problema e a liquidez do mercado quando as odds do favorito sobem..muitas vezes nao consigo arrnjar odds de jeito..e mandome para o lay ao dog..o que resulta numa percentagem de lucro menor do que se apostasse no favorito..

jacobino

  • Investidor
  • ***
  • 249 Mensagens
#4   

Outro problema e a liquidez do mercado quando as odds do favorito sobem..muitas vezes nao consigo arrnjar odds de jeito..e mandome para o lay ao dog..o que resulta numa percentagem de lucro menor do que se apostasse no favorito..


tens que meter dinheiro em proporção
por exemplo fazer back a 3 é a mesma coisa que fazer lay a 1.5 no jogador contrário
as odds baixas são de maneira geral mais justas
a questão do lucro é depois uma questão de hedging, de distribuição

bickat

  • Com Lucro
  • **
  • 43 Mensagens
#5   
isso nao é má estrategia, mas normalmente o que se faz no trading é abrir trades quando está a ser feitos breaks, pois a odd muda drasticamente...mas o que estás a falar tb dá resultado..
O tenis tens de estudar como as odds mudam, eu nao aposto muito nisso mas o que acho lucrativo é quando o favorito que vale prai 1.6 se ganha o primeiro set normalmente a odd desce pra 1.10 e etc, e essa odd é altamente lucrativa fazendo trades lay, pois "normalmente" se o favorito valer pre live coisas como 1.6 o adversario tem muitas chances de ganhar, ou seja, "normalmente" costuma ganhar o 2º set...que fará a odd do favorito voltar pra 1.7...e isto nao é muito dificil de prever, basta ver como correu o primeiro set, se o favorito ganhou 6-1 ou 6-1 ou se ganhou 6-4 ou 7-5..se aconteceu estes ultimos resultados "normalmente" o adversario ganha o 2º set.. por isso é altamente lucrativo pois estás a fazer lay entre 1.10 a 1.2 pra subir varias ticks pra 1.7.
Caso o favorito continue a bombar no segundo set tb, o risco nao é demasiado em relaçao ao que se vai lucrar.